Publicado em: 11/01/2022

A indústria de implementos rodoviários acumulou no ano passado vendas de 162,6 mil unidades, volume 33,47% acima do registrado em 2020, de 121,9 mil produtos entregues. O resultado superou a estimativa da Anfir, que até novembro projetava negociar em torno de 156 mil unidades.

De acordo com José Carlos Spricigo, presidente da Anfir, o desempenho obtido confirmou que a indústria do segmento soube aproveitar as oportunidades de mercado, mesmo em mais um ano desafiador diante da crise provocada pela pandemia.

“Também a eventual falta de matérias-primas e componentes foram empecilhos, mas as empresas acabaram achando soluções”, resumiu Spricigo em nota que apresenta os resultados divulgada na segunda-feira, 10.

Os emplacamentos de pesados, representados por reboques e semirreboques participaram com 55,5% das vendas. No caso, o mercado transportador absorveu 90,3 mil unidades de modelos da categoria em 2021, alta de 34% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando fechou com 67,4 mil veículos entregues.

As entregas de carrocerias sobre chassi, classificadas como leves, somaram no ano passado 73,3 mil produtos, volume 32,8% superior ao apurado um ano antes, de 54,4 mil unidades.

O desempenho das vendas externas não foi consolidado pela Anfir. Até novembro de 2021, no entanto, a indústria do segmento já havia exportado mais de 4,6 mil produtos, o que representou expansão de 120,7% sobre os 2,1 mil modelos embarcados no mesmo período de um ano antes.

Fonte: Auto Indústria 

Vendas de implementos rodoviários superam estimava da Anfir